Laboratório de Empreendimentos Inovadores

10 Inovações Tecnológicas que revolucionarão a Indústria e o Mundo

 


As mudanças tecnológicas da última década tem aumentado de forma exponencial e isso já não espanta mais ninguém. A questão que mais tem surgido com todo esse cenário de constante evolução e avanço tecnológico pode ser traduzida em uma única frase: “Como será o mundo nos próximos meses?”. Um questionamento que antes considerava um intervalo de tempo de décadas, hoje se comprime em meses e anos e, por mais que ninguém possa dizer ao certo o que vai acontecer, muito se sabe sobre o que está por vir e que irá, de alguma forma, revolucionar nossos modelos atuais de “como fazer as coisas”.

A internet cada vez mais rápida, acessível conecta milhares de pessoas, objetos, dados e realidades por segundo, um fluxo constante de informação como nunca antes visto. Celulares com capacidade de fornecer novos modelos de negócio através de aplicativos que facilitam e agilizam a dinâmica de mercado, redes sociais armazenando e processando milhares informações de milhares de pessoas diferentes em tempo real, identificando diversos padrões comportamentais por todo o mundo. Essas são as tecnologias que hoje são comuns ao nosso dia a dia e revolucionaram a forma como o mundo interage entre si.

Outras tecnologias tem surgido para revolucionar ainda mais nosso cotidiano e mudar radicalmente os modelos de negócio existentes. Por isso, juntamos as 10 tecnologias que farão parte da nossa rotina e que irão revolucionar a Indústria e o Mundo como um todo.

  1. Inteligência Artificial

A Inteligencia Artificial passou grandes avanços e aprimoramentos nos últimos anos. Hoje, Smartphones já oferecem serviços de reconhecimento de voz, organização da rotina do usuário, assistência remota, além de carros semi-autônomos capazes de dirigir com a influencia minima do ser humano e drones autônomos.

Esse tipo de inteligencia nada mais é do que a capacidade de uma máquina absorver e processar informações do meio e ser capaz de reagir a ele “intuitivamente” a partir de padrões pré-estabelecidos. Diferente do processo cognitivo do ser humano, essas máquinas poderão responder a situações sem cometer erros e com uma precisão muito maior, visto a capacidade de processamento de uma quantidade enorme de dados históricos o que aumentará significativamente a produtividade das empresas .

A Google realizou, há alguns meses, a primeira demostração de seu projeto de assistente pessoal em Smartphones através de inteligencia artificial. Na ocasião, a IA realizava chamadas telefônicas para marcar compromissos requisitados pelo usuário e demonstrou um ótimo desempenho até mesmo em situações cuja a resposta não saiu como o esperado.

Alguns especialistas no assunto reconhecem que esta tecnologia tem riscos atrelados a ela, como máquinas superinteligentes que um dia poderiam suplantar a humanidade.

2. Manufatura Aditiva (Impressão 3D)

Hoje, a fabricação de produtos começa por um grande pedaço de determinado material, como madeira, metal ou rocha, e passa pela remoção de camadas até atingir a forma desejada.

Por sua vez, a manufatura aditiva – também conhecida como impressão 3D – parte do zero e aplica camadas do material até atingir a forma final, usando um modelo digital como guia.

A BBC traz os levantamentos de especialistas do Fórum Econômico Mundial, que defendem a tecnologia como revolucionário pois produtos fabricados por manufatura aditiva podem ser altamente personalizados para cada usuário, ao contrário de produtos feitos em processo de fabricação em massa. Esses especialistas afirmam que “um próximo estágio importante da manufatura aditiva seria fabricar desta forma componentes eletrônicos, como placas de circuitos”, destaca o fórum.

3. Big data e armazenamento em Nuvem

Você sabia que a cada dia, 2.5 exabytes de dados são produzidos? Isso equivale a mais de 30 Terabytes por segundo, ou seja, supondo que seu computador pessoal tenha um armazenamento e 1 TB, isso equivale a 30 computadores pessoais por segundo lotados de informação.

O Big Data, nada mais é que o uso de grandes ou complexos volumes de dados. O mercado de Big Data movimenta bilhões e as técnicas de coleta são diversificadas. Os dados (data) podem ser obtidos por meio de aparelhos eletrônicos como smartphones, websites, aplicativos, máquinas e carros, que estão coletando data o tempo todo.

Com o crescimento de dados disponíveis, cresce também a necessidade de armazenamento dessa informação. Além dos servidores remotos, ainda é interessante manter um backup físico desses dados, certo? Por isso pendrives e HDs externos seguem como campeões de vendas. Visto a limitações e riscos do armazenamento físico e a crescente do uso de dispositivos móveis, as empresas tem optado por buscar serviços de armazenamento em nuvem externos, serviços como Google One, DropBox e iCloud.

Fonte: G1

4. Internet 5G

A internet 5G promete revolucionar o mundo dos celulares ao trazer um sistema com velocidades que variam de 1 a 20 Gbps. Lançada oficialmente em 2018, pelo menos nos EUA, quando dividida entre vários usuários, estima-se que pode chegar (no mínimo) a 100 Mbps por pessoa.

Segundo Melissa Arnoldi, presidente da AT&T Technology and Operations, com velocidade maior e latência ultrabaixa a internet 5G vai melhorar experiências com realidade virtual, carros sem motorista, vídeo 4K imersivos e muito mais. No início do ano, uma montadora internacional apresentou um SUV elétrico, que além de contar com uma central multimídia fabricada em vidro e totalmente digital, é equipado com internet 5G e compatível com assistente virtual.

Fonte: G1

5.  Plástico ‘thermoset’ Reciclável

Ao contrário dos termoplásticos, que podem ser aquecidos e reaquecidos para adquirirem diferentes formas e serem reciclados, os plásticos “thermoset” só podem passar por este processo uma única vez.

Em 2014, houve avanços significativos nesta área, com a descoberta de uma nova categoria reciclável de plásticos “thermoset”, com o uso de ácido para quebrar a cadeia de polímeros que os forma e os reutilizar na fabricação de novos produtos, mantendo suas características mais úteis, como a rigidez e a durabilidade.

6. Robótica

A Robótica é outra tecnologia que tem avançado exponencialmente com  o tempo e que sempre fez parte das expectativas futuras em relação aos avanços tecnológicos. O assunto já foi roteiro de diversos filmes tal que robôs começam a realizar as tarefas e atividades secundárias da humanidade, tal que o ser humano se tornaria responsável por administrar e tomar decisões.

Por incrível que pareça, essa não é uma realidade muito distante atualmente. Melhores e mais baratos sensores permitem que robôs e maquinas sejam capazes de compreender e responder ao ambiente em torno dele. Somada a tecnologias como inteligência artificial, big data e internet 5G, esses robôs podem se conectar, trocar informações em tempo real e processar dados em tempo real sendo capazes de realizar tarefas de forma autônoma.

Segundo o Fórum relatado em publicação da BBC, ainda existe “o medo de que robôs conectados à web possam fugir do controle se tornará mais proeminente, mas, conforme estas máquinas realizam tarefas domésticas e as pessoas se familiarizam com elas, esse receio deve ser amenizado”.

 

7. Manufatura descentralizada

Nesse tipo de manufatura, ao invés de reunir todo o material necessário para fazer um produto em um único – e enorme – local e depois distribuí-lo ao público, a manufatura descentralizada distribui a fabricação de diferentes partes do produto por diversos locais. E o produto final acaba sendo montado muito próximo de onde consumidor está.

O fórum relatado pela BBC diz que “na prática, isso substitui a cadeia de fornecedores de materiais pela informação digital. Em vez de fazer uma cadeira em uma fábrica central, fábricas menores e locais recebem instruções de como fazer suas peças, que podem ser montadas pelo próprio consumidor ou em oficinas”. Sabe-se que isso irá produzir de forma mais eficiente, com menos desperdício e diminuindo o impacto ambiental.

8. Drones Inteligentes

O uso de Drones foi criado com o objetivo de auxiliar as tropas e outras funções para fins militares, mas desde sua popularização e barateamento, os Drones têm sido usados em areas como agricultura, cinema, segurança pública e até mesmo lazer.

A Uber desenvolve um projeto de taxi aereo através de Drones não tripuláveis chamado UberFly que tem previsão pra inicio de testes para 2020.A tecnologia pode revolucionar os meios de comunicação e modificar os modais de transporte de pessoas pelo mundo.

A ideia é que esses veículos voadores passem a voar de forma autônoma, atraves da implementação de sensores que permitam identificar as condições e informações externas necessárias. Isso permitirá que estes robôs assumam tarefas perigosas para humanos, como manutenção de redes elétricas ou até mesmo realizar entregas de medicamentos urgentes mais rapidamente.

9. Tecnologia Neuromórfica

Mesmo com todos os avanços recentes, os computadores não conseguem superar a capacidade de processamento do cérebro humano, pois processam informações de forma linear transferindo dados para um processador central. Vendo essa observações, cientistas começaram a desenvolver protótipos de chips neumórficos, que simulam a arquitetura cerebral e aumentam exponencialmente a capacidade de um computador processar informações e reagir.

De acordo com os especialistas, a transferência de dados usual entre memória e processador demanda muita energia e grande parte é perdida em calor. Esses chips funcionam como uma rede de neurônios e serão capazes de antecipar e aprender, assim como o cérebro humano.

10. Genoma Digital

O primeiro sequenciamento do genoma humano levou muitos anos e consumiu dezenas de milhões de dólares, mas, hoje, isso pode ser feito em minutos por algumas centenas de dólares. Os especialistas defendem que essa tecnologia será capaz de desvendar nossa genética individual, possibilitando serviços personalizados para cada caso. Essa tecnologia traz avanços significativos para a saúde e medicina.

Isso porque muitos dos males que enfrentamos derivam de um componente genético. Com esta digitalização do DNA, um médico poderia, por exemplo, tratar um câncer de acordo com a composição genética do tumor.

Fique ligado em mais novidades tecnológicas em nosso Site e nossa Página do Facebook.

Fonte: BBC

 

Copyright 2019 - STI - Todos os direitos reservados