Laboratório de Empreendimentos Inovadores

Conheça o Prêmio Nacional de Inovação – Edição 2016/2017


O PRÊMIO – O Prêmio Nacional de Inovação é uma iniciativa da Mobilização Empresarial da Inovação (MEI), realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE). O objetivo do prêmio é incentivar e reconhecer os esforços bem sucedidos de inovação e gestão da inovação nas organizações que atuam no Brasil.

Prêmio Nacional de Inovação registrou número recorde de inscritos na edição 2016/2017. Segundo a CNI, ao todo, 3.987 empresas concorreram a R$ 900 mil pré-aprovados no Edital SENAI SESI de Inovação e a cursos de educação executiva. Em relação ao número de inscritos para essa edição do prêmio, foram registradas 3.131 inscrições de micro e pequenas empresas de comércio e atendidos por Agentes Locais de Inovação (ALI), cerca de 80% de todas as empresas inscritas. Entre as candidatas da indústria, 599 são micro e pequenas; 106 de médio porte e 151 são grandes indústrias. O volume de inscrições foi 79% maior do que na edição anterior de 2014/2015.

Criado pela Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) em 2011, o Prêmio Nacional de Inovação recebeu na ocasião 427 inscrições de empresas de 19 estados brasileiros. Com a entrada do Sebrae, em 2012, o número saltou para 981 inscrições, sendo 86% delas de micro e pequenas empresas. Na edição (2014/2015), houve mais de 2,2 mil inscrições em todas as regiões do país, sendo 87,3% feitas por pequenos negócios.

 


 

A METODOLOGIA – Não foi somente o volume de inscrições que sofreu alteração nesta edição. A metodologia do Prêmio foi completamente renovada, projeto pelo qual o Laboratório de Empreendimentos Inovadores ficou responsável desenvolver e gerir a nova metologia de aplicação do PNI 2016/2017.

Na nova metodologia, as empresas concorrentes não são mais avaliadas através de projetos específicos dentro das categorias de Gestão da Inovação, Agente Local de Inovação, Inovação Tecnológica e Inovação em Modelo de Negócio. Na edição 2016/2017, as empresas foram avaliadas em duas categorias principais: Gestão da Inovação e Inovação, sendo a última composta por 4 subcategorias que são elas Inovação em Produto, Inovação em Processo, Inovação Organizacional e Inovação em Marketing.

                                                                                 Fonte: Metodologia de Avaliação do Prêmio Nacional de Inovação (CNI, 2018)

 

As categorias de Inovação e Gestão da Inovação são avaliadas através de 60 questões assertivas sendo 40 relacionadas a Fundamentos da Capacidade de Inovação e 20 relacionadas a Resultados de Inovação. O processo de seleção das empresas vencedoras segue 5 principais etapas que são elas : Cadastro, Autoavaliação,Validação Virtual, Visita de avaliação, e Seleção dos Finalistas. Avançam nas etapas as empresas que apresentarem maior aderência aos critérios do Prêmio.

O Prêmio se divide em quatro modalidades: micro e pequenas empresas atendidas pelo Programa Agentes Locais de Inovação (ALI); micro e pequenas empresas, médias empresas, e grandes empresas nas categorias de Gestão da Inovação, Inovação em Produto, Inovação em Processo, Inovação Organizacional e Inovação em Marketing

Saiba mais sobre a metodologia do Prêmio Nacional de Inovação, edição 2016/2017.

 


AS VENCEDORAS –  Ao todo, 34 das 3.987 empresas inscritas chegaram à última etapa da edição 2016/2017, sendo que algumas concorrem em mais de uma categoria. Das 34 finalistas, 19 foram consagradas vencedoras para cada modalidade. A modalidade de Inovação Organizacional para Médias Empresas foi a única que não apresentou finalistas e vencedora.

Saiba mais sobre as Vencedoras do Prêmio Nacional de Inovação, edição 2016/2017

 

Ficou interessado em participar do Prêmio? Então fique ligado, as inscrições para a edição 2018/2019 estão previstas para começar no segundo semestre desse ano.

 

 

Fonte: Confederação Nacional da Indústria

Copyright 2019 - STI - Todos os direitos reservados